Implementação dos mecanismos de governança de tecnologia da informação em uma universidade pública

Richardson Silveira Almeida, Warli Anjos de Souza

Resumo


O presente artigo tem como foco investigar a implementação dos mecanismos de governança de tecnologia da informação (TI) na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), Brasil. Neste contexto, o principal objetivo é indicar quais os mecanismos necessitam de ações de melhorias. Para tanto, utilizou-se de questionário, com uso da escala Likert de cinco pontos, para indicar o grau de atitude dos tomadores de decisão da universidade acerca da implementação dos mecanismos de governança de TI. Adicionalmente, buscou-se evidências de implementação no Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) 2015-2019, nos relatórios de gestão de 2015 e 2016, no relatório de auto avaliação institucional 2015-2017, e no site da instituição. A análise realizada indicou que a implementação dos mecanismos investigados na UFRB encontrava-se em um estágio embrionário, com inércia das estruturas de tomada de decisão estratégica de TI, e ausência da definição de princípios, políticas e modelos de TI, o que compromete a implementação das demais categorias dos mecanismos de governança de TI. A constatação acerca do estágio embrionário da implementação dos mecanismos de governança de TI permitiu concluir ausência de alinhamento estratégico entre TI e negócio e, por consequência, comprometimento da entrega de valor proporcionado pela TI para a comunidade acadêmica.


Palavras-chave


Habilitadores do COBIT 5. Mecanismos de Governança de Tecnologia da Informação. Percepção de Gestores de Negócio.

Texto completo:

PDF html

Referências


ALTOUNIAN, Cláudio Sarian; SOUZA, Daniel Santos; LAPA, Leonard Renne Guimarães. Gestão e governança pública para resultados: uma visão prática. Belo Horizonte: Fórum, 2017.

ARRUDA, Giovana Silva de; MADRUGA, Sérgio Rossi; FREITAS JUNIOR, Ney Izaguirry de. A Governança corporativa e a teoria da agência em consonância com a controladoria. Revista de Administração da UFSM, Santa Maria, v. 1, n. 1, p. 71–84, jan./abr. 2008.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT). NBR ISO/IEC 38500: governança corporativa de tecnologia da informação. Rio de Janeiro: ABNT, 2009.

BORGES, Luiz Ferreira Xavier; SERRÃO, Carlos Fernando de Barros. Aspectos de governança corporativa moderna no Brasil. Revista do BNDES, Rio De Janeiro, v. 12, n. 24, p. 111-148, dez. 2005.

BOVAIRD, Tony. Public governance: Balancing stakeholder power in a network society. International Review of Administrative Sciences, v. 71, n. 2, p. 217–228, 2005.

BOVAIRD, Tony; LÖFFLER, Elke. Evaluating the quality of public governance: indicators, models and methodologies. International Review of Administrative Sciences, v. 69, n. 3, p. 313–328, 2003.

CAVALCANTI FILHO, José Hermano. Investigação da influência da governança de TI nas instituições federais de ensino superior: estudo de caso. 2011. Dissertação (Pós-graduação em Ciência da Computação) - Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GOVERNANÇA CORPORATIVA (IBGC). Governança Corporativa. [2017]. Disponível em: http://www.ibgc.org.br/governanca/governanca-corporativa . Acesso em: 10 fev. 2017.

ISACA. COBIT 5 a business framework for the governance and management of enterprise IT. Isaca. 2012, 98 p.

MADDALENA, Victor. Governance, public participation and accountability: To whom are regional health authorities accountable? Healthcare Management Forum, v. 19, n. 3, p. 32–37, 2006.

MARQUES, Maria da Conceição da Costa. Aplicação dos princípios da governança corporativa aplicada ao setor público. Revista de Administração Contemporânea, Rio de Janeiro, v. 11, n. 2, p. 11-26, abr./jun. 2007.

SEGATTO-MENDES, Andréa Paula; ROCHA, Keiler Carvalho. C. Contribuições da teoria de agência ao estudo dos processos de cooperação tecnológica universidade-empresa. Revista de Administração, São Paulo, v. 40, n. 2, p. 172-183, abr./jun. 2005.

NASCIMENTO, José Aguiar do. Alinhamento estratégico da TI: O caso da UFRN. 2014. 72f. Dissertação (Mestrado) – Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.

OLIVEIRA, Luciel Henrique de. Exemplo de cálculo de Ranking Médio para Likert. Notas de Aula. Metodologia Científica e Técnicas de Pesquisa em Administração. Mestrado em Adm. e Desenvolvimento Organizacional. PPGA CNEC/FACECA: Varginha, 2005.

PUTZ, Rosane Beatriz Zanetti. Governança de TI nas universidades federais brasileiras: uma abordagem integrada. 2015. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-graduação em Planejamento e Governança Pública, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2015.

SAMPIERI, Roberto Hernandez; COLLADO, Carlos Fernández; LUCIO, María del Pilar Baptista. Metodologia de pesquisa. 5. ed. Porto Alegre: AMGH, 2013.

SILVA, José Sérgio Santos da. Tecnologia da informação como elemento de qualificação da gestão estratégica da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. 2016. Dissertação (Mestrado Profissional) - Programa de Pós-graduação em Gestão de Políticas Públicas e Segurança Social, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, Cruz das Almas, 2016.

TCU. Governança Pública: referencial básico de governança aplicável a órgãos e entidades da administração pública e ações indutoras de melhoria. Brasília: TCU, Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão. Brasília, DF, 2014. 96p.

______. Acórdão nº 882/2017 – Plenário. [2017] Disponível em: https://contas.tcu.gov.br/pesquisaJurisprudencia/#/detalhamento/11/%252a/NUMACORDAO%253A882%2520ANOACORDAO%253A2017/DTRELEVANCIA%2520desc%252C%2520NUMACORDAOINT%2520desc/false/1/false . Acesso em: 10 jun. 2017.

UFRB – Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Institucional. [2006] Disponível em: https://www.ufrb.edu.br/portal/institucional . Acesso em: 05 dez. 2015.

______. Resolução nº 005/2014. [2014] Disponível em: https://ufrb.edu.br/soc/components/com_chronoforms5/chronoforms/uploads/documento/resolucao-05-14-consuni.pdf. Acesso em: 05 jan. 2018

______. Plano de Desenvolvimento Institucional 2015 - 2019. [2015]. Disponível em: https://ufrb.edu.br/soc/images/PDI/PDI_2_ETAPA_28_07_2016.pdf. Acesso em: 10 fev. 2018.

______. Portaria nº 721. [2016a]. Disponível em: https://ufrb.edu.br/reitoria/components/com_chronoforms5/chronoforms/uploads/cadastro-portarias/20160926095812_Portaria_721-2016.pdf. Acesso em: 05 jan. 2018.

______. Relatório de Gestão. [2016b]. Disponível em: https://ufrb.edu.br/proplan/documentos/category/8-relatorio-de-gestao. Acesso em: 10 fev. 2018.

______. Relatório de Gestão. [2017]. Disponível em: https://ufrb.edu.br/proplan/documentos/category/8-relatorio-de-gestao. Acesso em: 10 fev. 2018.

VAN GREMBERGER, W. Strategies for information technology governance. O Hershey, PA: Idea Group Publishing, 2004.

WEILL, Peter; ROSS, Jeanne W. Governança de tecnologia da informação. São Paulo: Makron Books do Brasil, 2006.




DOI: https://doi.org/10.22279/navus.2019.v9n1.p136-149.794

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




NAVUS - Revista de Gestão e Tecnologia, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN - 2237-4558 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos 

 

Desde 18/10/2017

 

Licença Creative Commons

Os originais publicados na Navus estão disponibilizados de acordo com a Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Brasil.