Avaliação do Balanced Scorecard em microempresa na percepção do gestor, colaboradores e clientes

Marcelo da Costa Borba, Josefa Ediliede Santos Ramos, Fulvia Fernanda Lima, Maria do Carmo Maracajá Alves, Rodolfo Araújo Moraes Filho

Resumo


O presente trabalho traz uma pesquisa conduzida em uma microempresa varejista de alimentos localizada no município de Serraria/PB. O objetivo desse estudo foi analisar e apresentar a visão dos envolvidos (gestor, colaboradores e clientes) sobre a execução do Balanced Scorecard (BSC), após quatro anos de sua implantação. Nos aspectos metodológicos, o estudo foi de caráter intervencionista, por meio de uma pesquisa-ação, com abordagem qualitativa e quantitativa nas análises dos dados. A fonte dos dados utilizada foi de natureza primária e secundária. Os resultados mostraram que o processo dinâmico da execução do BSC, gera uma gestão da estratégia capaz de fornecer estrutura adequada à microempresa, garantindo o desenvolvimento dos serviços e engajando no esforço de planejamento do gestor, os colaboradores e apoio dos clientes. Com isso, há o aprimoramento da gestão dos processos alimentada por um articulismo entre ações executadas e o plano de comunicação ajustados dinamicamente.



Palavras-chave


Balanced Scorecard. Microempresa. Análise estratégica.

Texto completo:

PDF Html

Referências


ALBIZU, E. et al. Innovación en las pymes industriales: una visión desde el modelo interactivo. Revista Internacional de Organizaciones, n. 7, p. 17–43, 2011.

ALMEIDA, M. A. F. L.; PACHECO, D. A. J. Gestão estratégica de serviços em uma microempresa prestadora de serviços. Latin American Journal of Business Management, v. 6, n. 2, p. 26-58, 2014.

ALMEIDA, M. I. R. Manual de planejamento estratégico: desenvolvimento de um plano estratégico com a utilização de planilhas Excel. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

ANDERSEN, H.; COBBOLD, I.; LAWRIE, G. Balanced Scorecard implementation in SMEs: reflection on literature and practice. 4th SME International Conference. Anais...Denmark: 2001.

BAPORIKAR, N. Business Excellence Strategies for SME Sustainability in India. In: Decision Management: Concepts, Methodologies, Tools, and Applications. IGI Global, 2017. p. 1020-1037.

BASUONY, M. The balanced scorecard in large firms and SMEs: a critique of the nature, value and application. Accounting and Finance Research, v. 3, n. 2, p. 14–22, 2014.

BERNARDES, D. P. G.; MIRANDA, L. C. Quatro histórias da utilização de informação economico – financeira nas Micro e Pequenas Empresas: lições para futuros empreendedores. Revista da Micro e Pequena Empresa FACCAMP, v. 5, n. 3, p. 84–98, 2011.

BOLUKBAS, U.; GUNERI, A. F. Knowledge-based decision making for the technology competency analysis of manufacturing enterprises. Applied Soft Computing, p, 781-799. 2017.

CENTOBELLI, P.; CERCHIONE, R.; ESPOSITO, E. Boundaries of digitalization–Why companies are still using e-mail and other traditional tools to manage their knowledge–and will they continue? [s.l.] Springer, 2018.

CHANG, S. H.; CHEN, C. H.; HO, Y. C. A study of marketing performance evaluation system for notebook distributors. International Journal of Business and Management, v. 7, n. 13, p. 85–93, 2012.

CREPALDI, S. A. Contabilidade gerencial: teoria e prática. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2014.

DORNELAS, J. C. A. Empreendedorismo: transformando ideias em negócio. 2. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005.

DRUCKER, P. F. Práticas de administração de empresas. São Paulo: Cengage, 2003.

DURÁN, C.; CARRASCO, R.; SEPÚLVEDA, J. Model of decision for the management of technology and risk in a port community. Decision Science Letters, v. 7, n. 3, p. 211–224, 2018.

FUNDAÇÃO NACIONAL DA QUALIDADE (FNQ). Ferramentas de gestão. São Paulo: FNQ, 2015.

GUTIÉRREZ, J. S.; ÁVILA, G. V.; TREJO, J. M. Marketing and elementa influencing the competitiveness of commercial micro, small and medium-sized enterprises in Guadalajara, Mexico. Innovar, v. 27, n. 65, p. 93–106, 2017.

HITT, M. A.; IRELAND, R. D.; HOSKISSON, R. E. Administração estratégica: competitividade e globalização. 2. ed. São Paulo: Cengage Learning, 2011.

HU, B.; WILDBURGER, U. L.; STROHHECKER, J. Strategy map concepts in a balanced scorecard cockpit improve performance. European Journal of Operational Research, v. 258, n. 2, p. 664–676, 2017.

JOHANSON, U. et al. Balancing dilemmas of the balanced scorecard. Accounting, Auditing & Accountability Journal, v. 19, n. 6, p. 842–857, 2006.

KAPLAN, R. S.; NORTON, D. P. Alinhamento: utilizando o Balanced Scorecard para criar sinergias corporativas. Rio de Janeiro: Campus, 2006.

KARSTEN, E.; VERMAAK, F.; WOLMARANS, H. Performance measurement in small and medium enterprises: south a frican accountants’ view. Jornal of Economic and Financial Sciences, v. 8, n. 1, p. 13-34, apr. 2015.

MABHUNGU, I.; VAN DER POLL, B. A Review of critical success factors which drives the performance of micro, small and medium enterprises. International Journal of Business and Management, v. 12, n. 6, p. 151, 2017.

MADSEN, D. O. The balanced scorecard in the context of SMEs - a literature review. Review of Business Research, v. 15, n. 3, p. 75–86, 2015.

MODELL, S. The politics of the balanced scorecard. Journal of Accounting & Organizational Change, v. 8, n. 4, p. 475–489, 2012.

PORTER, M. E. Estratégia competitiva: técnicas para análise de indústrias e da concorrência. 12. ed. Rio de Janeiro: Campus, 2004.

RIGBY, D. K. Ferramentas de gestão: um guia para executivos. Bain & Company, São Paulo, 2009.

ROMPHO, N. Why the balanced scorecard fails in SMEs: a case study. International Journal of Business and Management, v. 6, n. 11, p. 39–46, 2011.

RUSSO, J; MARTINS, A. A aplicabilidade do Balanced Scorecard nas PME: o caso da indústria transformadora de matérias plásticas do Centro Litoral de Portugal”. Jornal de Contabilidade, n. 34, p. 401-418, 2005.

SEBRAE. Doze anos de monitoramento da sobrevivência e mortalidade de empresas. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas. São Paulo, 2010. Disponível em: . Acesso em: 14 maio. 2016.

SEBRAE. Participação das micro e pequenas empresas na economia brasileira. Brasília: SEBRAE, 2015.

SILVA, L. C.; SILVA, D. M. Balanced Scorecard no terceiro setor: uma aplicação prática. In: CONGRESSO UFU DE CONTABILIDADE, 2015, Uberlândia. Anais… Uberlândia: UFU, 2015. p. 1-18.

SUÁREZ, F. M; GONZÁLEZ, M.F. Análisis de la aplicación del balanced scorecard como herramienta de diagnóstico adaptada a microempresas. Revista de Economía y Administración. n, 1, v. 14. p. 99-110. 2017.

TACHIZAWA, T.; FARIA, M. S. Criação de novos negócios. Rio de Janeiro: FGV, 2002.

TEIXEIRA, R. M.; FEITOZA, R. A. A. Inovação na pequena empresa: mapeamento da produção científica internacional e nacional no período de 2000 a 2014. Revista da Micro e Pequena Empresa, v. 9, n. 1, p. 92–102, 2015.

THIOLLENT, M. Metodologia da pesquisa-ação. 18. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

VERGARA, S. C. Métodos de pesquisa em administração. 15. ed. São Paulo: Atlas, 2014.




DOI: https://doi.org/10.22279/navus.2018.v8n3.p172-185.675

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




NAVUS - Revista de Gestão e Tecnologia, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN - 2237-4558 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos 

 

Desde 18/10/2017

 

Licença Creative Commons

Os originais publicados na Navus estão disponibilizados de acordo com a Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Brasil.