Infodemia, desinformação e os enunciados performativos: como os editores podem enfrentar tais problemas

Eli Lopes da Silva, Nadi Helena Presser

Resumo


Neste editorial, procuramos abordar o fenômeno da desinformação como algo que põe em risco os próprios regimes democráticos. A facilidade de produção e disseminação da informação, propiciada principalmente pelo acesso à internet e as tecnologias que dela se utilizam, permite que grandes volumes de informações tanto verdadeiras quanto falsas possam circular livremente pelas redes. Abordamos o fenômeno da desinformação como algo que se opõe à parresía. Indicamos a gravidade da desinformação não apenas pela falsidade que carrega, mas pela dificuldade de se desfazer com o tempo. Apontamos o problema do sujeito se valer de seu Estatuto para pronunciar enunciados performativos em favor da desinformação. Como contribuição trazemos alguns apontamentos para os editores de periódicos científicos combaterem os problemas advindos da infodemia, desinformação e enunciados performativos.


Palavras-chave


Infodemia. Desinformação. Enunciados performativos. Parresía. Ética e integridade.

Texto completo:

PDF HTML

Referências


AKERS, John et al. Tehcnology-Enabled Disinformation: Summary, Lessons, and Recommendations. [2018]. Disponível em: https://arxiv.org/pdf/1812.09383.pdf. Acesso em: 29 dez. 2020.

CASRAI. CRediT – Contributor Roles Taxonomy. Disponível em: https://casrai.org/credit/. Acesso em: 2 jan. 2021.

DGC. Departament of Global Communcations. UM tackles ‘infodemic’ of misinformation and cybercrime in COVID-19 crisis. [2020]. Disponível em: https://www.un.org/en/un-coronavirus-communications-team/un-tackling-%E2%80%98infodemic%E2%80%99-misinformation-and-cybercrime-covid-19. Acesso em: 30 dez. 2020.

EUROPEAN COMISSION. Code of Practice on Disinformation. [2018]. Disponível em: https://ec.europa.eu/digital-single-market/en/news/code-practice-disinformation. Acesso em: 2 jan. 2021.

FOUCAULT, Michel. O governo de si e dos outros: curso no Collège de France (1982-1983). São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2010.

LEWANDOWSKY, Stephan et al. Misinformation and Its Correction: Continued Influence and Successful Debiasing. Association for Psichological Science, v. 13, n. 3, p. 106-131, Sept. 2012.

MATIAS-GUIU, J. El papel del editor de uma revista científica durante a pandemia del Covid-19. Neurología, v. 35, n. 4, p. 223-225, May 2020.

MURIEL TORRADO, Enrique. A ética do profissional da (des)informação. [2020]. Disponível em: https://enriquemuriel.prof.ufsc.br/a-etica-do-profissional-da-desinformacao-video/. Acesso em: 2 jan. 2021. [vídeo].

RECUERO, Raquel; SOARES, Felipe; ZAGO, Gabriela. Polarização, hiperpartidarismo e câmaras de eco: como circula a desinformação sobre COVID-19 no Twitter. SciELO Preprints, ago. 2020. Disponível em: https://preprints.scielo.org/index.php/scielo/preprint/view/1154/1740. Acesso em: 2 jan. 2021. DOI: 10.1590/SciELOPreprints.1154.

SCHWARZ, Norbert; JALBERT, Madeline. When (fake) News feels true. In: GREINFENEDER, Raine et al. The Psycology of Fake News: accepting, sharing, and correcting misinformation. London: Routledge Taylor & Francis Group, 2021. E-book. cap. 5.

STARBIRD, Kate. How to cope with an infodemic. [2010]. Disponível em: https://www.brookings.edu/techstream/how-to-cope-with-an-infodemic/. Acesso em: 30 dez. 2020.

THE LANCET. COVID-19: a stress test for trust in Science. The Lancet, v. 396, n. 10.254, p. 799, 19 Sept. 2020.




DOI: https://doi.org/10.22279/navus.2021.v11.p01-07.1501

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




NAVUS - Revista de Gestão e Tecnologia, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN - 2237-4558 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos 

 

Desde 18/10/2017

 

Licença Creative Commons

Os originais publicados na Navus estão disponibilizados de acordo com a Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Brasil.