Bibliometria sobre concepção de habitats de inovação

Andreia de Bem Machado, Andreza Regina Lopes da Silva, Araci Hack Catapan

Resumo


Com o intituto de potencializar o crescimento econômico-social os habitats de inovação são construções que promovem ações inovadoras, visando a competitividade das empresas e instituições geradoras de conhecimento constituídas na sociedade atual. Dada a relevância do tema para a sociedade atual, baseada no conhecimento, nesse artigo o objetivo é mapear o estado da arte  a partir do estudo conceitual de habitat de inovação no contexto multidisciplinar e das ciências sociais. Para tanto realizou-se a análise bibliométrica, a partir de uma busca sistemática na base de dados Scopus. Como resultado, identificou-se que a pesquisa emerge no campo das áreas multidisciplinares intersectando as discussões sobre bioquímica, genética molecular, psicologia, engenharia, gestão do conhecimento. Percebeu-se após a leitura dos artigos   que há uma diferença entre sistema de inovação e habitat de inovação, sendo o primeiro ligado a leis, normas, registro, políticas públicas, já o segundo está ligado a construção física, ambiente físico pertinentes a inovação.


Palavras-chave


Habitats de inovação. Bibliometria. Conhecimento.

Texto completo:

PDF

Referências


BOLTON, W. K. New Mechanisms to link UniversityEnterprise: The Incubator as a technological Development factor. Veracuz, México: University Infrastructure to improve Linkages with industry, 1992.

BURKHALTER, Bettye B.; CURTIS, James P. New opportunities for entrepreneurs with disabilities to start their own business. Journal of Rehabilitation, Alexandria, v. 55, n. 22, p. 1719-1730 , abr./jun. 1989.

COLLIER, D. W. An Innovation System for the larger Company. Research Management, v. 13, n. 5, p. 341-349, 1970.

FEATHER, J.; STURGES, R. P. International encyclopaedia of information and library science. [2003]. Disponível em: . Acesso em: 21 maio 2015.

JANTSCH, Erich. Inter- and Transdisciplinary University: A Systems Approach to Education and Innowation. American Elsevier Publishing Company, Austria, v. 1, n. 1, p. 403-428, mar. 1970.

LABIAK JUNIOR, Silvestre. Método De Análise Dos Fluxos De Conhecimento Em Sistemas Regionais De Inovação. 2012. 235 f. Tese (Doutorado em Engenharia e Gestão do Conhecimento) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2012.

LUZ, A. A. et al. Habitats for innovation and synergy of academic, technological and inventive potential in Ponta Grossa, Paraná, Brazil. Espacios, v. 36, p. 1-1, 2014.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Metodologia científica.

ed. São Paulo: Atlas, 2011.

MATATKOVA, Katerina; STEJSKAL, Jan. Descriptive Analysis of the Regional Innovation System -: Novel Method for Public Administration Authorities. Transylvanian Review of Administrative Sciences, Romênia, v. 1, n. 39, p.91-107, dez. 2013. Disponível em: . Acesso em: 27 fev. 2016.

MELO, H. S. Dicionário de tecnologia e inovação. Fortaleza: Sebrae, 2010.

ORGANIZAÇÃO PARA COOPERAÇÃO ECONÔMICA E DESENVOLVIMENTO. MANUAL DE OSLO (OCDE). Proposta de diretrizes para coleta e interpretação de dados sobre inovação tecnológica. 1997. Traduzido pela FINEP, 2005. Disponível em: .Acesso em: 24 maio 2013.

PIETROSKI, E.F. et al. Habitats de inovação tecnológica. In: Congresso de Pesquisa e Inovação da Rede Norte de Educação Tecnológica, 5., 2010, Maceió. Anais... Maceió: IFPAL, 2010. Disponível em: . Acesso em: 27 fev. 2016.

SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO À MICRO E PEQUENAS EMPRESAS (SEBRAE). Sobrevivência das Empresas no Brasil. Brasília, DF: SEBRAE, 2013.

SANTOS, R. N. M.; KOBASHI, N. Y. Bibliometria, cientometria, infometria:

conceitos e aplicações. Tendências da Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação, Brasília, v. 2, n. 1, p. 155-172, 2009. Disponível em: . Acesso em: 16 out. 2014.

SMILOR, R.W.; GILL, M. D. The New Business Incubator. Lexington, MA: D.C. Health and Co., 1986.




DOI: https://doi.org/10.22279/navus.2016.v6n3.p88-96.408

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




NAVUS - Revista de Gestão e Tecnologia, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN - 2237-4558 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos 

 

Desde 18/10/2017

 

Licença Creative Commons

Os originais publicados na Navus estão disponibilizados de acordo com a Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Brasil.