Gestão do conhecimento tácito no desenvolvimento de produtos estudo de casos em empresas do setor automobilístico

Marcio Shoiti Kuniyoshi, Renata de Almeida Vianna Gava, Marcos Antonio Gaspar, Ruggero Ruggieri

Resumo


Esta pesquisa tem como objetivo identificar as principais práticas utilizadas para a criação e disseminação do conhecimento tácito no desenvolvimento de produtos em empresas do setor automobilístico. Para tanto, foi desenvolvida uma pesquisa descritiva qualitativa executada por meio de estudos de caso. A pesquisa foi realizada em duas empresas automobilísticas de grande porte atuantes na Região do ABC (SP), nas quais gestores de funcionários da área de desenvolvimento de produtos responderam ao roteiro de entrevista semiestruturada delineado. O roteiro de entrevistas foi composto por: a) Perfil da empresa e do respondente, b) Identificação das práticas utilizadas para a criação e disseminação do conhecimento tácito e c) Identificação das contribuições das práticas de criação e disseminação do conhecimento tácito. As principais práticas verificadas nas duas empresas para a criação e disseminação do conhecimento tácito foram bastante similares, possivelmente em razão de ambas atuarem no setor automobilístico, embora a operacionalização destas tenha assumido características distintas em cada uma delas. As práticas de criação e disseminação de conhecimento tácito verificadas foram o incentivo a cursos regulares e de especialização, socialização de indivíduos por meio de reuniões periódicas, grupos de estudo, brainstorming, lições aprendidas, knowledge cafés e conversas informais constantes entre os colaboradores.


Palavras-chave


Conhecimento tácito. Disseminação de conhecimento. Gestão do conhecimento. Conhecimento organizacional.

Texto completo:

PDF Html

Referências


ALMEIDA, M. S.; FREITAS, C. R.; SOUZA, M. S. Gestão do conhecimento para tomada de decisão. São Paulo: Atlas, 2011.

AMORIN, B.; TOMAÉL, M. I. Gestão da informação e gestão do conhecimento na prática organizacional: análise de estudos de casos. Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, v. 8, n. 2, p. 1-22, jan./jun. 2011.

ANDRADE, M. T. T.; FERREIRA, C. V.; PEREIRA, H. B. B. Uma ontologia para a gestão do conhecimento no processo de desenvolvimento de produto. Gest. Prod., São Carlos, v. 17, n. 3, p. 537-51, 2010.

BRITO, L. M. P.; GALVÃO, A. G.; OLIVEIRA, P. W. S. Gestão do conhecimento em empresa internacional de energia. In: ENCONTRO DA ANPAD, 36., 2012, Rio de Janeiro. Anais [...]. Rio de Janeiro: ANPAD, 2012. p. 1-14.

CARBONE, P. P. et al. Gestão por competências e gestão do conhecimento. 3. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2009.

CARVALHO, H. G.; HINÇA, A. Escritório de projetos como ferramenta de gestão do conhecimento. 2004. Disponível em: www.pg.utfpr.edu.br/ppgep/Ebook/ Artigos/19.pdf. Acesso em: 30 maio 2014.

CENTENARO, A.; BONEMBERGER, A. M. O.; LAIMER, C. G. Gestão do conhecimento e vantagem competitiva. Revista de Ciências da Administração, v. 18, n. 44, p. 38-51, abr. 2016.

DALKIR, K. Knowledge management in theory and practice. Burlington: Elsevier, 2005.

DAVENPORT, T. H.; PRUSAK, L. Conhecimento empresarial: como as empresas gerenciam o seu capital intelectual. Rio de Janeiro: Campus, 1998.

EISENHARDT, K. M.; SANTOS, F. M. Knowledge-based view: A new theory of strategy? In: PETTIGREW, A.; THOMAS, H.; WHITTINGTON, R. (ed.). Handbook of strategy and management. London: Sage, 2002. p. 139-64.

FERRARESI, A. A. et al. Knowledge management and strategic orientation: leveraging innovativeness and performance. Journal of Knowledge Management, v. 16, n. 5, p. 688-701, 2012.

FILENGA, D. Detalhando o reconhecimento de valor na capacidade absortiva: uma proposta de operacionalização. In: ENCONTRO DA ANPAD, 38., 2014, Rio de Janeiro. Anais [...]. Rio de Janeiro: ANPAD, 2014. p. 1-15.

FLEURY, M. T. L. As pessoas na organização. São Paulo: Gente, 2002.

GOFFIN, K.; KONERS, U. Tacit knowledge, lessons learnt, and new product development. Journal of Product Innovation Management, Medford, v. 28, n. 2, p. 300-18, Feb. 2011.

KLEIN, D. A. A gestão estratégica do capital intelectual: recursos para a economia baseada em conhecimento. Rio de Janeiro: Qualitymark 1998.

KUNIYOSHI, M. S. et al. Institucionalização do knowledge based view: um estudo das Práticas gerenciais de gestão do conhecimento e suas Contribuições para a competitividade das empresas do setor elétrico-eletrônico. Revista de Administração da UNIMEP, Piracicaba, v. 11, n. 2, p. 1-30, maio/ago. 2013.

LEITE, D. M.; GONTIJO, S. L. S. C; MENEGHELLI, A. Criando conhecimento nas organizações. In: RODRIGUEZ Y RODRIGUES, M. V. (org.). Gestão do conhecimento nas empresas. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2010. p. 94-121.

LÓPEZ-NICOLÁS, C.; MEROÑO-CERDÁN, A. L. Strategic knowledge management, innovation and performance. International Journal of Information Management, Amsterdam, v. 31, n. 6, p. 502-09, Dec. 2011.

NONAKA, I.; TAKEUCHI, H. Criação de conhecimento na empresa: como as empresas japonesas geram a dinâmica da inovação. Rio de Janeiro: Campus, 1997.

NONAKA, I.; VON KROGH, G. Perspective-tacit knowledge and knowledge conversion: Controversy and advancement in organizational knowledge creation theory. Organization Science, v. 20, n. 3, p. 635-652, May 2009.

PORTER, M. Vantagens competitivas: criando e sustentando um desempenho superior. Rio de Janeiro: Campus, 1998.

SANTOS, A. E. M.; POPADIUK, S. A gestão do conhecimento e a Capacidade de competição. Contextus: Revista Contemporânea de Economia e Gestão, v. 8, n. 1, p. 21-32, jan./jun. 2010.

SILVA, A. F. et al. Análise de redes sociais informais: ferramenta para o compartilhamento do conhecimento organizacional. In: ENCONTRO DA ANPAD, 35., 2011, Rio de Janeiro. Anais [...]. Rio de Janeiro: ANPAD, 2011. p. 1-16.

TEIXEIRA FILHO, J. Gerenciando conhecimento. Rio de Janeiro: SENAC, 2000.

WONG, K. Y. Knowledge management performance measurement: measures, approaches, trends and future directions. Information Development, v. 29, p. 3-19, 2013.




DOI: https://doi.org/10.22279/navus.2019.v9n1.p37-48.743

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




NAVUS - Revista de Gestão e Tecnologia, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN - 2237-4558 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos 

 

Desde 18/10/2017

 

Licença Creative Commons

Os originais publicados na Navus estão disponibilizados de acordo com a Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Brasil.