Gestão de qualidade do ensino básico em Moçambique: um estudo em escolas primárias e públicas

Joana Carlos Beira, Sandra Martins Lohn Vargas, Cláudio Reis Gonçalo

Resumo


O artigo busca analisar a gestão de qualidade do ensino básico de Moçambique como forma de contribuição para a melhoria no processo de ensino aprendizagem em três instituições de ensino primário. Foram pesquisados professores e diretores escolares centrando-se na análise de conteúdo e de documentos oficiais do Governo moçambicano. Como técnica para coleta de dados utilizou-se entrevistas com roteiro semiestruturado, optando-se pela abordagem qualitativa. As variáveis analisadas foram mecanismos de qualidade, competência dos diretores e professores e, perfil e formação dos mesmos. Os resultados mostram os fatores considerados pertinentes para melhorar a qualidade de educação, como políticas mais efetivas de orientação ao aluno, formação continuada e integrada dos professores, e profissionais das escolas, condições de trabalho, gestão democrático-participativa e implementação de sistema de avaliação. Constatou-se que uma melhor gestão é importante para um melhor desempenho das escolas e dos alunos, exigindo do diretor esforços para um melhor controle e análise do processo dentro e fora da sala de aula.

 

 


Palavras-chave


Gestão de Qualidade. Ensino Básico. Moçambique. Escola Primária.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22279/navus.2015.v5n4.p65-77.283

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




NAVUS - Revista de Gestão e Tecnologia, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN - 2237-4558 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos 

 

Desde 18/10/2017

 

Licença Creative Commons

Os originais publicados na Navus estão disponibilizados de acordo com a Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Brasil.