Análise dos Sistemas Integrados de Gestão da UFRN sob a perspectiva da Nova Gestão pública

Amanda Farias Galvão Santos

Resumo


O presente artigo objetiva investigar como a Universidade Federal do Rio Grande do Norte porta-se diante das modernas práticas de administração pública, as quais pregam a superação das disfunções burocráticas, aumento da eficiência operacional e qualidade na prestação de serviços. O estudo desenvolve-se a partir da revisão teórica relativa ao modelo nominado como Nova Gestão Pública (NGP) e levantamento de dados obtidos nos Portais da UFRN (ufrn.br), com enfoque nos Sistemas Integrados de Gestão. Como metodologia, empregou-se as técnicas de pesquisa bibliográfica e documental. Feita a análise comparativa entre teoria e prática, conclui-se que o desenvolvimento e implantação do SIG-UFRN incorpora valores da NGP na gestão institucional, na medida em que a ferramenta promove transparência, celeridade, eficiência e economia no uso de recursos.


Palavras-chave


Nova Gestão Pública. Ensino superior. SIG-UFRN.

Texto completo:

PDF HTML

Referências


Bardin, L. (2010). Análise de conteúdo. (4. ed.). Lisboa: Edições70.

Brasil. (2004). Oficinas de planejamento estratégico: relatório consolidado. Brasília: CEGE.

Brasil. (1995). Plano Diretor da Reforma do Aparelho do Estado. Brasília: Imprensa Nacional.

Bresser-Pereira, L. C. (1998). Reforma do Estado para a cidadania: a reforma gerencial brasileira na perspectiva internacional. São Paulo: 34.

Caiçara Jr, C. (2015). Sistemas Integrados de Gestão ERP: uma abordagem gerencial. (2. ed.). São Paulo: InterSaberes.

Ferlie, E., Asburner, L., & Fitzgerald, L. (1999). A Nova Administração Pública em ação. Brasília: ENAP.

Ferreira, L. (2011). UFRN vende tecnologia da informação para todo o país. Disponível em http://www.tribunadonorte.com.br/noticia/ufrn-vende-tecnologia-da-informacao-para-todo-o-pais/169125

Gadelha, M. (2020). UFRN lidera número de conjuntos de dados abertos. Disponível em https://ufrn.br/imprensa/noticias/35696/ufrn-e-lider-em-numero-de-conjuntos-de-dados-abertos

Guerrero, O. (2019). Neoliberalismo y neogerencia pública. Revista Eletrônica de Administração, 25(2), 4-21.

Hood, C. (1991). A public management for all seasons? Public Administration, 69(1), 03-19.

Junquilho, G. S. (2010). Teorias da administração pública. Brasília: CAPES.

Kettl, D. F. (2000). The global public management revolution: a report on the transformation of governance. Washington, DC: Brookings Institution.

Lapuente, V., & Walle, S. V. de. (2020). The effects of new public management on the quality of public services. Governance, 33(3), 461–475.

Leite, L. Q. (2019). História da reforma gerencial do Estado de 1995 (Tese de Doutorado, Fundação Getúlio Vargas). Disponível em https://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/handle/10438/27464

Lourenço, N. V. (2016). Administração pública: modelos, conceitos, reformas e avanços para uma nova gestão. Curitiba: Intersaberes.

Matias-Pereira, J. (2016). Manual de gestão pública contemporânea. (5. ed.). São Paulo: Atlas.

Mesquita, A. de S., & Ferreira, S. P. (1997). Fortalecer o serviço público e valorizar a cidadania: a opção australiana. Revista do Serviço Público, 48(3), 36-61.

Moreira, J. P. S., & Lopes, C. A. (2016). Análise da implantação do Sistema de Gestão Integrada (SGI) em uma instituição de ensino superior. Anais do XXXVI Encontro Nacional de Engenharia de Produção, João Pessoa, 36. Disponível em http://www.abepro.org.br/biblioteca/TN_WIC_227 _326_30187.pdf

Oliveira, E. R. (2019). Organizações sociais e o paradigma gerencial: as políticas públicas de saúde e as organizações sociais em Goiás. Goiânia: Kelps.

Paula, A. P. P. de. (2005). Por uma nova gestão pública: limites e potencialidades da experiência contemporânea. Rio de Janeiro: FGV.

Tomio, F. R. de L., & Robl Filho, I. N. (2013). Accountability e independência judiciais: uma análise da competência do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Revista de Sociologia e Política, 21(45), 29-46.

UFRN. (2020a). Página do Departamento de Ciências Sociais no Sistema Integrado de Gestão Atividades Acadêmicas. Disponível em https://sigaa.ufrn.br/sigaa/public/departamento/portal. jsf?id=136

UFRN. (2020b). Parceiros. Disponível em http://www.portalcooperacao.info.ufrn.br/pagina.php?a=

parceiros#

UFRN. (2020c). Sistemas Institucionais Integrados de Gestão - SIG. Disponível em https://docs.info.

ufrn.br/doku.php

Vieira, J. N. (2018). Tecnologia da informação e comunicação (TIC) na gestão da Pós-Graduação Interdisciplinar da UFPA: um estudo de caso sobre o Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (SIGAA). (Dissertação de Mestrado, Universidade Federal do Pará). Disponível em http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10345




DOI: https://doi.org/10.22279/navus.2020.v10.p01-13.1363

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




NAVUS - Revista de Gestão e Tecnologia, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN - 2237-4558 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos 

 

Desde 18/10/2017

 

Licença Creative Commons

Os originais publicados na Navus estão disponibilizados de acordo com a Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Brasil.