Atividade virtual no Facebook: comparando prefeituras gaúchas a partir de fatores demográficos, financeiros e políticos

Monize Sâmara Visentini, Darlan Nei Writzl, Liara Laís Scheid, Ari Söthe

Resumo


A sociedade vem exigindo das organizações públicas maior participação na gestão e monitoramento mais estrito da qualidade dos serviços, fazendo necessárias novas formas de aproximação dos governos com a sociedade, sendo as redes sociais um modo de comunicação entre esses atores. Assim, este estudo teve como objetivo comparar a atividade virtual média dos municípios gaúchos no Facebook considerando fatores demográficos, financeiros e políticos. Para isso, foram investigados 60 municípios do Rio Grande do Sul. A análise dos dados se deu por meio de estatística descritiva, teste Kolmogorov-Smirnov, teste t para amostras independentes e teste de Mann-Whitney. Os principais resultados apontam que, para os municípios gaúchos, a atividade virtual no Facebook, em média, é diferente conforme o número de fãs da página, o tamanho da população, a quantidade de idosos, a quantidade de pessoas com ensino superior, a capacidade econômica e a participação eleitoral dos municípios (p<0,05). Em média, a atividade virtual é igual independente da renda dos trabalhadores, da competitividade política, da condição de reeleição, do perfil do gestor municipal, do índice de transparência e do interesse do cidadão dos municípios (p>0,05). Os gestores municipais podem utilizar esses resultados para desenvolver novas práticas de publicações em suas redes sociais, capazes de divulgar atividades que abrangem o serviço público de uma maneira mais dinâmica e atrativa. 


Palavras-chave


Publicações. Redes Sociais Virtuais. Indicadores.

Texto completo:

PDF HTML

Referências


AGRESTI, Alan; FINLAY, Barbara. Métodos estatísticos para as ciências sociais. 4. ed. Porto Alegre: Penso, 2012.

ALBANO, Claudio Sonaglio; ARAUJO, Marcelo Henrique de; REINHARD, Nicolau. Fatores motivadores e facilitadores dos relacionamentos em redes: como os gestores públicos reconhecem esses fatores em dados governamentais abertos. Navus - Revista de Gestão e Tecnologia, Florianópolis, v. 7, n. 1, p. 73-92, jan./mar. 2017. DOI http://dx.doi.org/10.22279/navus.2017.v7n1.p73-92.462

AMARAL, Rogerio do. Exposição Privada nas Redes Sociais: uma análise sobre o Facebook na sociedade contemporânea. 2016a. 217f. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Ciências e Tecnologia, São Paulo, 2016.

ARAUJO, Beatriz Pozzobon. Redes sociais na Internet e novas formas de sociabilidade: um estudo do Facebook. In: CONGRESSO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO NA REGIÃO SUL. 13., maio/jun. 2012, Chapecó. Anais [...] Chapecó: Intercom, 2012. p. 1-13.

BONSÓN, Enrique et al. Local e-government 2.0: Social media and corporate transparency in municipalities. Governmente Information Quarterly, v. 29, n. 2, p. 123-132, abr. 2012. DOI https://doi.org/10.1016/j.giq.2011.10.001.

BONSÓN, Enrique; ROYO, Sonia, RATKAI, Melinda. Facebook Practices in Western European Municipalities: an empirical analysis of activity and citizens’ engagement. Administration & Society, v. 49, n. 3, p. 320-347, 2016. DOI https://doi.org/10.1177%2F0095399714544945

BRAMBOR, Thomas; CENEVIVA, Ricardo. Reeleição e Continuísmo nos Municípios Brasileiros. Novos Estudos - CEBRAP, São Paulo, n. 93, p. 9-21, jul. 2012. DOI https://doi.org/10.1590/S0101-33002012000200002.

BRASIL. Secretaria de Comunicação Social. Manual de orientação para atuação em mídias sociais: identidade padrão de comunicação digital do poder executivo federal. Versão 2.0. 2014. Disponível em: http://www.secom.gov.br/pdfs-da-area-de-orientacoes-gerais/internet-e-redes-sociais/secommanualredessociaisout2012_pdf.pdf>. Acesso em: 27 out. 2019.

CETIC - CENTRO REGIONAL DE ESTUDOS PARA O DESENVOLVIMENTO DA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO. Pesquisa Sobre o Uso das Tecnologias de Informação e Comunicação no Setor Público Brasileiro: TIC Governo Eletrônico 2017. São Paulo: Comitê Gestor da Internet no Brasil, 2017. 440 p. Disponível em: https://cetic.br/media/docs/publicacoes/2/TIC_eGOV_2017_livro_eletronico.pdf. Acesso em: 19 out. 2019.

CGU – CONTROLADORIA GERAL DA UNIÃO. Panorama dos Governos Estaduais, 2017. Disponível em: https://relatorios.cgu.gov.br/Visualizador.aspx?id_relatorio=22. Acesso em: 09 nov. 2019.

DREHER, Axel et al. The impact of political leaders’ profession and education on reforms. Journal of Comparative Economics, v. 37, p. 169-193, 2009.

DUGGAN, Maeve; BRENNER, Joanna. The Demographics of Social Media Users. Pew Research Center’s Internet & American Life Project, v. 14, p. 1–14, 2013.

EFFING, Robin; HILLEGERSBERG, Jos; HUIBERS, Theo. Social media and political participation: are Facebook, Twitter and YouTube democratizing our political systems? Electronic Participation (ePart), Delft, Netherlands, v.3, p. 25-35, ago. 2011. DOI 10.1007/978-3-642-23333-3_3.

FABER, Bram; BUDDING, Tjerk; GRADUS, Raymond. Keeping in touch with citizens online: social media usage in dutch local government. Documento de discussão do Tinbergen Institute, 2019. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/330528000_Keeping_in_Touch_With_Citizens_Online_Social_Media_Usage_in_Dutch_Local_Government. Acesso em: 24 out. 2019.

FACEBOOK. Alcance orgânico no Facebook: suas dúvidas respondidas. 2017. Disponível em: https://pt-br.facebook.com/business/news/BR-Alcance-organico-no-Facebook-suas-duvidas-respondidas. Acesso em: 27 nov. 2019.

FARRANHA, Ana Cláudia; SANTOS, Leonardo Tadeu dos. Administração pública, direito e redes sociais: o caso da CGU no Facebook. Revista Eletrônica do Curso de Direito da UFSM, Santa Maria, v. 10, n. 2, p. 742-767, 2015. DOI 10.5902/1981369419768.

FIELD, Andy. Descobrindo a estatística usando o SPSS. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009. E-book.

FOX, Richard L.; SCHUHMANN, Robert A. Gender and local government: a comparison of women and men city managers. Public Administration Review, v. 59, n. 3, p. 231-242, maio/jun. 1999. DOI 10.2307/3109951.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GUILLAMÓN, María-Dolores et al. Factors influencing social media use in local governments: the case of Italy and Spain. Government Information Quarterly, v. 33, n. 3, p. 460–471, 2016. DOI https://doi.org/10.1016/j.giq.2016.06.005.

HARO-DE-ROSARIO, Arturo; SÁEZ-MARTÍN, Alejandro; CABA-PÉREZ, Maria del. Using social media to enhance citizen engagement with local government: Twitter or Facebook? New Media e Society, Espanha, v. 20, n. 1, p. 29-49, 2018. DOI https://doi.org/10.1177%2F1461444816645652.

HOFMANN, Sara et al. What makes local governments’ online communications successful? Insights from a multi-method analysis of Facebook. Government Information Quarterly, Amsterdam, v. 30, n. 4, p. 387-396, 2013. DOI https://doi.org/10.1016/j.giq.2013.05.013.

HOSSER, Carla et al. Portal da transparência: um estudo comparativo entre os municípios de porto alegre e pelotas. ConTexto, Porto Alegre, v. 15, n. 30, p. 94-110, maio/ago. 2015.

KLEINA, Nilton Cesar Monastier. O Facebook como repertório e esfera pública virtual nos protestos do “Não Vai Ter Copa”. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO, 36., set. 2014, Foz do Iguaçu. Anais [...] Foz do Iguaçu: Intercom, 2014.

LAMEIRAS, Mariana; SILVA, Tiago; TAVARES, António. An empirical analysis of social media usage by local governments in Portugal. In: INTERNATIONAL CONFERENCE ON THEORY AND PRACTICE OF ELECTRONIC GOVERNANCE, 11., 2018, Ireland. Anais […] Ireland: ICEGOV’18, 2018.

LÓPEZ ALONSO, Esmeralda; MORENO LÓPEZ, Begoña. La gestión de los medios sociales en la Administración local: análisis de los municipios rurales españoles. Vivat Academia: Revista de Comunicación, Madrid, n. 148, p. 77-99, set./dez. 2019. DOI 10.15178/va.2019.148.77-99.

LUCIANO, Edimara Mezzomo; WIEDENHÖFT, Guilherme Costa; SANTOS, Fábio Pinheiro dos. Promoting social participation through digital governance: identifying barriers in the Brazilian Public Administration. In: ANNUAL INTERNATIONAL CONFERENCE ON DIGITAL GOVERNMENT RESEARCH. 19., maio/jun. 2018, Delft. Anais [...] Delft, 2018.

LUPINACCI, Ludmila. Eu tenho tanto pra lhe falar, mas com palavras não sei dizer: Gif animado como recurso expressivo. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO, 39., set. 2016, São Paulo. Anais [...] São Paulo: Intercom, 2016.

MARQUES, Francisco Paulo Jamil Almeida; AQUINO, Jakson Alves de; MIOLA, Edna. Parlamentares, representação política e redes socais digitais: perfis d uso do Twitter na Câmara dos Deputados. Opinião Pública, Campinas, v. 20, n. 2, p. 178-203, ago. 2014. DOI https://doi.org/10.1590/1807-01912014202178.

MARSHALL, Tara C.; LEFRINGHAUSEN, Katharina; FERECZI, Nelli. The Big Five, self-esteem, and narcissism as predictors of the topics people write about in Facebook status updates. Personality and Individual Differences, Elsevier, v. 85, p. 35-40, out. 2015. DOI https://doi.org/10.1016/j.paid.2015.04.039.

MERGEL, Ines. A framework for interpreting social media interactions in the public sector. Government Information Quarterly, Amsterdam, v. 30, n. 4, p. 327-334, 2013. DOI https://doi.org/10.1016/j.giq.2013.05.015.

NICA, Elvira et al. The effectiveness of social media implementation at local government levels. Transylvanian Review of Administrative Sciences, Edição Especial, p. 152-166, 2014.

PIRES, Atrícia Menezes. Transparência da Gestão pública: um estudo dos municípios de Santa Maria e Novo Hamburgo/RS. 2013. 50 f. Monografia (Especialista em Gestão Pública Municipal) – Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2013.

REIS, Leiliane de Almeida. Comunicação governamental no Facebook: a página da Prefeitura de Curitiba e o humor nas publicações. 2015. 81 f. Monografia (Bacharelado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo) – Faculdade de Comunicação Social da Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2015.

RIBEIRO, Clarice de Paiva; ZUCCOLOTTO, Robson. Fatores determinantes da transparência na gestão pública dos municípios brasileiros. In: ENCONTRO DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E GOVERNO, Salvador, nov. 2012. Anais [...] Salvador: ANPAD, 2012.

RODRÍGUEZ-DOMÍNGUEZ, Luis; SÁNCHEZ, María García; ÁLVAREZ, Isabel Gallego. From emerging to connected e-government: the effects of socioeconomics and internal administration characteristics. The International Journal of Digital Accounting Research, Salamanca, v. 11, p. 85 – 109, 2011. DOI 10.4192/1577-8517-v11_5.

ROENGTAM, Sataporn. Social Media Use and Citizen Engagement in Local Government of Thailand. Management of Cities and Regions, 2017.

ROSA, Amanda Regina; CRUZ, Felipe Sales; EMERIM, Cárlida. Estudos preliminares sobre Metodologias de Análise de Imagens em movimento no jornalismo. In: CONGRESSO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO DA REGIÃO SUL. 19., Cascavel, maio/jun. 2018. Anais [...] Cascavel: Intercom, 2018.

SANTANA, Marília Bareeto de; SOUZA Gabriela Boesing de Souza. Uso Das Redes Sociais Por Órgãos Públicos No Brasil E Possibilidades De Contribuição Do Monitoramento Para Gestão. Revista Gestão Organizacional, Chapecó, v. 15, Edição Especial, p. 99-107, 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.21714/1679-18272017v15Ed.p99-107

SANTOS, Gustavo Henrique Campos dos. O uso das mídias sociais no poder público: análise do perfil "Senado Federal" no Facebook. 2016. 146 p. Dissertação (Mestrado em Administração Pública) - Escola de Governo Professor Paulo Neves de Carvalho, Belo Horizonte, 2016.

SANTOS, Valmaria Lemos da Costa; SANTOS, José Erimar. As redes sociais digitais e sua influência na sociedade e educação contemporâneas. Revista Holos, Rio Grande do Norte, v. 6, p. 307-328, 2014. DOI 10.15628/holos.2014.1936.

SONG, Changsoo; LEE, Jooho. Citizens’ use of social media in government, perceived transparency, and trust in government. Public Performance & Management Review, v. 39, n. 2, p. 430–453, 2016. DOI 10.1080/15309576.2015.1108798.

STATISTA. Facebook - Statistics & Facts. 2019a. Disponível em: https://www.statista.com/topics/751/facebook/. Acesso em: 24 out. 2019.

STATISTA. Number of Facebook users in Brazil from 2017 to 2023 (in millions). 2019b. Disponível em: https://www.statista.com/statistics/244936/number-of-facebook-users-in-brazil/. Acesso em: 24 out. 2019.

TAVARES, Antonio F.; CRUZ, Nuno F. da. Explaining the transparency of local government websites through a political market framework. Government Information Quarterly, p. 1–13, 2017. DOI 10.1016/j.giq.2017.08.005.

URE, Mariano. La comunicación de la administración pública em las redes sociales: los casos de las ciudades de Buenos Aires y Bolonia. Revista Palabra Clave, v. 19, n. 1, p. 240-270, mar. 2016. DOI http://dx.doi.org/10.5294/pacla.2016.19.1.10.

VISENTINI, Monize Sâmara; SANTOS, Micheli dos. Transparência na Gestão Pública Municipal Evidenciada nos Portais Eletrônicos dos Municípios do Conselho Regional de Desenvolvimento (Corede) das Missões/RS. Desenvolvimento em Questão, Ijuí, ano 17, n. 49, p. 158-175, out./dez. 2019. DOI https://doi.org/10.21527/2237-6453.2019.49.158-175.

WASSERMAN, Camila et al. Redes sociais: um novo mundo para os idosos. Novas Tecnologias na Educação CINTED-UFRGS, v. 10, n. 1, jul. 2012. DOI https://doi.org/10.22456/1679-1916.30863.




DOI: https://doi.org/10.22279/navus.2020.v10.p01-18.1204

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




NAVUS - Revista de Gestão e Tecnologia, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN - 2237-4558 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos 

 

Desde 18/10/2017

 

Licença Creative Commons

Os originais publicados na Navus estão disponibilizados de acordo com a Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Brasil.