Microempreendedor individual catarinense: uma análise descritiva do perfil dos empreendedores individuais em Santa Catarina

Gustavo Behling, Christiane Mendes Drozdek Pereira, Everton Cordeiro Mazzoleni, Sheila Schilickman Baccin, Fernando Cesar Lenzi

Resumo


Considerando o crescimento da representatividade de pequenos trabalhadores autônomos informais na economia brasileira e a consequente preocupação no desenvolvimento de políticas públicas que incentivem a formalização de negócios iniciantes, o presente estudo, de caráter descritivo, apresenta o perfil do microempreendedor individual catarinense e o compara aos dados nacionais. Para tal, utilizou-se a base de dados secundários disponibilizada no Portal do Empreendedor, site criado pelo governo para realização dos registros dos empresários. O estudo aponta as atividades mais comumente exercidas pelos empreendedores, bem como faixa etária, gênero e forma de atuação dessa população. A pesquisa também mostra a evolução no crescimento do número de microempreendedores individuais no estado, comparando-os ao número de empresas constituídas em outras modalidades. Conclui-se que o trabalhador autônomo informal identificou na Lei do Microempreendedor Individual uma alternativa adequada para regularizar suas atividades empresariais, ingressando na economia formal.


Palavras-chave


Microempreendedor Individual. Lei Complementar n.º 128/2008. Empreendedorismo.

Texto completo:

PDF Áudio


DOI: https://doi.org/10.22279/navus.2015.v5n1.p65-78.217

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




NAVUS - Revista de Gestão e Tecnologia, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN - 2237-4558 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos 

 

Desde 18/10/2017

 

Licença Creative Commons

Os originais publicados na Navus estão disponibilizados de acordo com a Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Brasil.