Sustentabilidade empresarial e a dimensão da exeqüibilidade

Waldemar Pacheco Júnior, Márcia do Valle Pereira Loch, Sérgio Luiz da Silva, Antônio Sérgio Coelho, Vera Lúcia Duarte do Valle Pereira, Alvaro Guillermo Rojas Lezana

Resumo


A sustentabilidade é um tema que tem evoluído conceitualmente, porém, em função da necessidade de adoção de abordagem sistêmica, também é um paradoxo quando se trata de realização de ações práticas nas empresas, uma vez que as áreas que a abrangem apresentam divergências para o alcance de diferentes objetivos. Sob a ótica empresarial, o paradigma de produção à geração de riqueza é preponderante e, assim, os referenciais de avaliação são direcionados para os resultados de seus sistemas produtivos. Neste aspecto, eficiência, eficácia e efetividade são dimensões que possibilitam gerar indicadores apropriados aos objetivos de produção, porém, normalmente não consideram as demandas das sociedades. O presente artigo evidencia conceitualmente tais aspectos diante da imposição das sociedades quanto ao alcance da sustentabilidade pelas empresas. Sugere, pois, o conceito de exeqüibilidade, uma dimensão teoricamente apropriada à avaliação dessas responsabilidades referidas a riscos dos impactos das ações. Dessa dimensão, emerge um conceito de desenvolvimento sustentável empresarial.

Palavras-chave


Sustentabilidade; Desenvolvimento Sustentável; Exeqüibilidade

Texto completo:

♪AUDIO♪ PDF


DOI: https://doi.org/10.22279/navus.2011.v1n1.p83-98.13

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




NAVUS - Revista de Gestão e Tecnologia, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN - 2237-4558 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos 

 

Desde 18/10/2017

 

Licença Creative Commons

Os originais publicados na Navus estão disponibilizados de acordo com a Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Brasil.